27 de dezembro de 2013

Natal Solidário 2013 - Papai Noel Azul da Guarda Municipal de São José


Evento realizado na comunidade do Loteamento Benjamim, em Forquilhinha, São José, no dia 20 de dezembro de 2013, pelo Setor de Educação para o Trânsito da Guarda Municipal de São José.

Vídeo

video

Preparativos






Secretária Municipal de Segurança, Defesa Social e Trânsito de São José, Andréa Pacheco.























Limpeza



5 de dezembro de 2013

Palestra no Educandário Santa Catarina

Palestra "Segurança da Criança no Trânsito", com a Guarda Municipal de São José e Irene Rios, realizada para pais de alunos do Educandário Santa Catarina, dia 28 de novembro de 2013.






26 de novembro de 2013

Acidentes de trânsito matam 980 mil pessoas no Brasil em 31 anos

Estudo, que considera o período entre 1980 e 2011, mostra retomada da violência no tráfego, impulsionada pela alta de casos com motos.

Bruno Paes Manso - O Estado de S. Paulo 

Morreram em acidentes de trânsito no Brasil 980.838 pessoas entre os anos de 1980 e 2011. Neste último ano, o País alcançou a maior taxa de mortes por cem mil habitantes desde que os dados começaram a ser contabilizados. Foram 22,5 mortes por 100 mil habitantes, pico que já havia sido alcançado em 1996, antes da criação do Código Brasileiro de Trânsito, que logo depois que começou a vigorar contribui para quedas importantes nas taxas.

Os dados são do Mapa da Violência 2013, acidentes de trânsito e motocicletas, feita pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino Americanos (Cebela).
As motos foram os maiores vilões da retomada da violência no trânsito no Brasil, com crescimento de 742,5% nos últimos 15 anos. Em 1996, morriam por acidentes de moto 0,9 pessoas por 100 mil habitantes. O total cresceu para 7,6 mortes por 100 mil habitantes em 2011. No mesmo período, as mortes em acidentes por automóvel também subiram, mas em proporção menor (41,2%). Em 2011, morreram em acidentes de carro 6,5 pessoas por 100 mil habitantes.
Desde 2008, as motos são as principais causadores de morte no trânsito brasileiro. Tradicionalmente, os pedestres eram as maiores vítimas. Em 1996, morriam 15,6 pedestres por 100 mil habitantes, total 17 vezes maior do que os mortos em motos. Atualmente, as vítimas nas motocicletas é 25% mais alta do que os que andam a pé.
Entre os Estados, Tocantins lidera as taxas de mortes no trânsito, com 37,9 mortes por 100 mil habitantes. É seguido por Rondônia (37,5 por 100 mil), Mato Grosso (35,2), Piauí (34,7) e Mato Grosso do Sul (34,7). O Estado de São Paulo fica na 25ª colocação, com 17,7 mortes por 100 mil habitantes, a frente do Rio de Janeiro (17,2) e Amazonas (14,4), este último, o trânsito menos violento do Brasil. Nos casos de morte de motociclistas, o campeão é o estado do Piauí, com 30,4 mortes por 100 mil habitantes.
Ainda de acordo com o levantamento, a cidade de Presidente Dutra, no Maranhão, é a cidade com o trânsito mais violento do Brasil. Com população de 45.155 habitantes, teve 219 mortes nos últimos cinco anos, o que significa uma taxa de 285,7 mortes por 100 mil habitantes, total 16 vezes maior do que a do Estado de São Paulo.

Fonte:

Mensagens de Alunos da E.B.B. Prof. Laércio Caldeira de Andrada

Mensagens deixadas pelas crianças, após as palestras do Programa Transitar, realizadas na E.B.B Prof. Laércio Caldeira de Andrada, pelo Setor de Educação para o Trânsito de São José.







6 de novembro de 2013

Palestra no SENAI

Palestra "Álcool e a Segurança no Trânsito", realizada pela Secretaria de Segurança, Defesa Social e Trânsito de São José, com Irene Rios e Guarda Municipal de São José, aos alunos do Curso Técnico em Segurança do Trabalho, do SENAI, dia 17 de outubro de 2013.






5 de novembro de 2013

Palestra com o 3º Ano da EJA, no CEM Interativo Floresta

Palestra sobre o tema "Álcool e a Segurança no Trânsito", realizada aos alunos da EJA, do CEM Interativo Florestano dia 01 de outubro de 2013, pela professora Irene Rios, da Secretaria de Segurança, Defesa Social e Trânsito de São José, em parceria com a Guarda Municipal.



Depoimentos de Participantes

Esta atividade foi importante para você? Por quê?
Sim, pois com pequenas imagens e a fala da palestrante sobre os problemas no trânsito, podemos nos conscientizar sobre os riscos que estamos vivendo no nosso dia-a-dia. (Tamires R. Pedroso)
Para conscientizar mais, repensar, avaliar os atos que fazemos no cotidiano e que podem ter consequências irreversíveis. Muito obrigada por relembrar os fatos. (Denise do Amaral Ribeiro)
É que eu posso passar para outras pessoas como é importante usar o cinto de segurança e não beber se for dirigir. (Rejane de Souza)
Sim, já sou um motorista cuidadoso e agora serei mais. (Antônio Ricardo da Costa Machado)
Sim, porque refresca na memória o valor da vida e o quanto estamos envolvidos no trânsito. (Joelma Lima B. de Moraes)
Sim, para todos nós, pois nos conscientizou. (Talita)
Sim, para que todos tenham responsabilidade consigo e com os outros. (Silvana)
Sim, pois toda experiência de vida vista é válida e, assim, levamos como um aprendizado no dia-a-dia. (Eron Simas)
Sim, foi bem importante, pois agora tenho consciência sobre dirigir sem beber, principalmente junto a outras pessoas. (Ruan Carlos Rosa)
Sim porque me fez refletir sobre os problemas e as causas. (Anderson Pereira V. Melo)
Sim, pois mostrou e ensinou maneiras no trânsito, de um jeito que não me prejudique e nem o próximo. (Marcelo Duarte Silva)
Sim, mesmo sempre nos cuidando, às vezes qualquer deslize pode custar uma vida. (Gabriel Valentim)
Sim, aprendi a como tomar cuidado no trânsito, quando eu aprender a dirigir. (Gabriel Tarzino)
Foi importante porque ensina a ter consciência no trânsito. (Crislan Souza)

27 de outubro de 2013

Palestra no Colégio Municipal Maria Luiza de Melo

Palestra sobre o tema "Álcool e a Segurança no Trânsito", realizada aos alunos do Ensino Médio e da EJA, do Colégio Municipal Maria Luiza de Melono dia 30 de setembro de 2013, pela professora Irene Rios, da Secretaria de Segurança, Defesa Social e Trânsito de São José, em parceria com a Guarda Municipal.